ver projectos

Enxoval – tempo e espaço de resistência

Projeto que propõe uma abordagem multiterritorial, transdisciplinar e intergeracional sobre a Igualdade de Género através das práticas artísticas, cruzando grupos comunitários do Porto e Amarante ao longo de três anos.

O Enxoval enquanto representação social da condição feminina e de uma carga simbólica que cruza diferentes gerações. Um património de objetos, afeto e conduta, a transmissão de uma concepção de mulher passada de avós- mães- filhas.


Ações Coletivas para o 8 de Março


Tendo em conta o 8 de Março como o dia simbólico da luta feminista, o projeto ENXOVAL tem  assinalado esta data com ações de participação política, como oficinas de cartazes e participações nas manifestações. Em 2021, em pleno confinamento, realizou-se um vídeo-manifesto, criado à distância por um grupo intergeracional e multiterritorial, numa ocupação dos espaço públicos virtuais intitulada #SomosTodxsBravas.


ARCA’s - grupos de ação, reflexão e criação artística


Distribuídos entre o Porto e Amarante/Marão, estes grupos são a base de criação coletiva do ENXOVAL e distinguem-se pelas gerações que representam, pelas caraterísticas do território onde estão sediados e pelo contexto socioeconómico em que se inserem. Nestes espaços discute-se, reflecte-se e cria-se a partir do património feminino e das questões relacionadas com a igualdade e os estereótipos de género, abrindo espaços de liberdade e inspirando a vontade de mudança.





AS BRAVAS - histórias de mulheres que nos inspiram 


Face à ocultação dos nomes femininos que contribuíram para as conquistas históricas, políticas e civis, ao longo do projeto estão a ser recolhidas relatos de heroínas da vida real, que nos inspiram e que queremos inscrever na nossa memória coletiva. Essa recolha é feita, não só junto dos grupos e parceiros, como através do Bordado Coletivo, um dispositivo que tem ocupado vários espaços públicos e que convida as pessoas a bordar algo inspirado na sua Brava. Todas estas histórias vão criando uma teia narrativa e algumas vão sendo ilustradas em formato de Fanzine, enquanto parte da coleção “As Bravas”. 



Direção artística e Coordenação: Inês Lapa e Maria João Mota 
Apoio à Criação Artística: Janne Schröder
Criação dramatúrgica: Sara Barros Leitão
Cenografia / Direção de Arte: Sandra Neves
Ilustração e Design gráfico: Clara Não 
​Fotografia: Paulo Pimenta
Registo Vídeo: Alexandra Côrte-Real
Avaliação: Francisca Pais / Instituto de Sociologia da Faculdade de Letras da Universidade do Porto

Parceiros: Comissão para a Igualdade de Género; Instituto de Sociologia da Faculdade de Letras da Universidade do Porto; Junta de Freguesia do Bonfim; Câmara Municipal de Amarante; CLAP - Centro Local de Animação e Promoção Rural, Cer Porto; Norte vida; Qualificar para Incluir; Benéfica e Previdente; Associação o Meu Lugar no Mundo; Lar Nossa Senhora do Livramento; Associação de Solidariedade Social Senhor do Bonfim; CLDS 4G REDES - Reativar e Empoderar Dinâmicas e Espaços Sociais, promovido pela Associação Fios e Desafios; Unidades Operacionais de Intervenção com Crianças e Jovens e de Pessoas em Situação de Violência de Género e Doméstica da Rede Social da Câmara Muncipal do Porto
Cofinanciamento: República Portuguesa – Cultura / DGArtes; Iniciativa PARTIS – Fundação Calouste Gulbenkian; Câmara Municipal de Amarante