Até ao dia 30 de maio de 2021, encontram-se abertas as candidaturas para integrar o 4º EIRPAC - Encontro Internacional de Reflexão sobre Práticas Artísticas Comunitárias. 


O encontro irá decorrer de 20 a 24 de Setembro de 2021 integrado na 6ª edição do Mexe - Encontro Internacional de Arte e Comunidade no Porto. 


O tema deste ano debruça-se nas “Práticas Artísticas e Risco no Contemporâneo” e pretende refletir sobre o risco e a diversidade destas experiências pela produção compartilhada de conhecimento entre as práticas académicas, artísticas e formativas valorizando os saberes locais dos territórios envolvidos nos processos criativos em comum.

Regulamento e inscrições em www.eirpac.org

Desde o seu início que o MEXE se organiza de forma participada tendo para isso desenvolvido, entre outros dispositivos, espaços de fórum abertos a todos os que queiram pensar e fazer em conjunto. Neste contexto, e como habitualmente, teve lugar a discussão coletiva de onde emergiu o tema despoletador para a próxima edição do MEXE – “O risco”.


O último ano tem-se desenhado com particular indefinição e intensidade. Desigualdades e problemas que muitos viviam são hoje agravados perante uma pandemia que abalou a tirania das certezas. O descrédito na vida política, o afastamento do sensível e dos corpos, o poderio reforçado da tecnologia, as urgências climáticas, a desorientação social, o esvaziamento do espaço público e a dificuldade de afirmação das subjetividades disputam os quotidianos dos cidadãos. Num ambiente e espaço que parece, muitas vezes, remeter para um grande impasse, a necessidade de viver o risco e as suas múltiplas facetas impele-nos no sentido da concretização ativa de outros futuros ainda por vir. Que risco, virtual e real, é este que vivemos no aqui e agora? Quais os seus contornos e nuances? O que pode este risco potenciar de construtivo para além da produção do medo, paralisia, bloqueio e controlo? No terreno da criação artística, ação política, discussão democrática e vivência comunitária, o confronto e a diferença são elementos inerentes, tanto quanto o risco.

Hugo Cruz - Diretor Artístico

Consulte as primeiras confirmações da programação de 2021 em mexe.org.pt